Product Oversee

Poucas pessoas estão usando o produto, e aí?

Growth muitas vezes não significa ter um volume grande de usuários

Imagem de destaque de Poucas pessoas estão usando o produto, e aí?

É normal que na fase de growth, existam alguns momentos onde a tração do crescimento de usuários demore para aparecer. Geralmente, quando temos o problema do Ovo ou a Galinha, que é comum quando construímos produtos como plataforma, você decida primeiro aumentar a ponta dos usuários do produto antes de incentivar as outras pontas. Se você conseguir uma massa crítica de usuários interessados no seu produto, você pode seduzir mais facilmente as outras pontas da rede a entrarem no grupo.

Existem algumas estratégias que podem facilitar o produto ganhar tração:

Boca a Boca

A relação agora é de um para muitos. As redes sociais funcionam como um megafone. Hoje, com a nova fase dos unicórnios e investimentos bilionários, é comum ver startups queimando dinheiro para conseguir potencializar o rápido crescimento de um dos lados da rede, geralmente dando incentivos para os usuários. Quantas vezes você recebeu do iFood aqueles R$20 marotos para um jantar ou créditos que valiam entregas de grátis pelo Rappi?

Por demonstração

Tanto na estratégia de Demonstração quanto na de Referência, nós apelamos para o modelo psicológico das pessoas: status. Aqui, a estratégia é simples: impressionar outras pessoas simplesmente usando o produto. O Instagram viralizou por causa dos filtros nas fotos, ou com os vídeos do antigo Musical.ly (hoje TikTok). Quando começou, o Uber começou no Brasil a operar apenas com a categoria Uber Black. Em vez de pegar um Táxi que usava um carro “comum”, as pessoas se gabavam de chegar nos lugares com um carro preto mais “premium”. O slogan “Todos tem um motorista particular” ajudou muito nesse processo.

Por convite

Ter curiosidade para saber como é aquele serviço misterioso que só o seu amigo tem acesso gera expectativa, que gera ansiedade. As pessoas ficam com o sentimento de que estão ficando fora de algum coisa. Saber que não faz parte de um grupo seleto, mexe com uma parte sensível do ser humano.

Muito do sucesso da Nubank veio por causa da geração dessa restrição. A proposta de valor de ter um cartão de crédito esperto, sem anuidade, que realmente se importava com as pessoas e seus problemas financeiros, era bastante forte e foi potencializada quando todas essas vantagens não eram destinadas para “qualquer um”. Você tinha que ter um convite para avançar na fila. Você tinha que conhecer um privilegiado que já tivesse entrado no clube para te convidar a fazer parte também.

Concluindo

Entender as personas e seus comportamentos ajudam a traçar estratégias que fazem as pessoas desejarem testar ou pelo menos procurar saber com um amigo que já tem acesso ao seu produto. Existem outras estratégias, como por exemplo, lançar um beta para poucas pessoas, ou colocar uma opção no produto para que o usuário seja já incluído no lançamento de novidades.

\

Referências: