Product Oversee

Dual Track: Upstream e Downstream

Durante muito tempo foi muito difícil encaixar a fase dos trabalhos de UX em um modelo que fosse fluído e ao mesmo tempo desse visibilidade dos trabalhos que estavam sendo feitos na fase de concepção de ideias até materialização do design. Embora no meio dos desenvolvedores a prática de metodologias ágeis fosse muito comum, os Designers achavam que qualquer processo poderia diminuir a criatividade ou burocratizar algo que deveria ser orgânico.

Felizmente isso mudou e agora trabalhar com um processo claro e visível é o que pode diferenciar os designers ótimos dos medianos. A prática mais utilizada é a de Dual track. Ela se resume muito simplesmente em ter uma track de Discovery e outra de Delivery.

Geralmente, minimamente esses são os perfis que podem se envolver na fase de upstream:

  • O PM traz visão e negócio, visão de médio e longo prazo, objetivos e contexto de produto;
  • O UX traz visão de jornada de usuário, pontos importantes sobre experiência do usuário, visão de construção de interface;
  • Dados (CRO ou DS), para levantar dados sobre as hipóteses levantadas, contexto de comportamento de usuário, histórico de uso;

Dependendo do produto, da empresa, do cenário, esse mix de especialistas pode mudar. Muito difícil desenvolvedores ajudarem ativamente nessa fase, mas é muito bom eles participarem para entenderem profundamente os problemas que estamos tentando resolver.

Dual Track é cíclico e paralelo

O Dual Track é um processo cíclico e paralelo. Isso quer dizer que o processo não acaba, mas é repetido e um novo ciclo recomeça para resolver outro problema, enquanto ciclos estão sendo executados simultaneamente.

Enquanto as sugestões de solução estão sendo desenvolvidas e publicadas em produção, novas pesquisas e levantamento de hipóteses são iniciadas.

Um ponto importante: se o time está fazendo um processo correto de Discovery, muitas e muitas ideias são descartadas de forma rápida e indolor, passando para a próxima hipótese a fim de aprender o mais rápido possível. Lembre-se de manter evidências dessas ideias que foram descartadas para que futuramente vocês se lembrem dos motivos.

Esse processo é bastante pesado para o PM, pois a responsabilidade dele é acompanhar todo o caminho, desde a ideação até o monitoramento dos resultados após o deploy da solução. Geralmente o PM é o orquestrador desse processo, tendo uma visão macro e suficientemente generalista para saber todos os detalhes importantes das entregas.

Referências: