Product Oversee

As responsabilidades do Product Owner não são suficientes

Ter um olhar apenas tático não nos leva a uma direção correta

Esse é um assunto muito batido. Mesmo. Mas enquanto o mercado estiver quebrados, nós devemos voltar nesse assunto quantas vezes forem necessárias. Se você trabalha na área de produto, você já deve ter ouvido falar do Marty Cagan. Ele é um dos papas no mundo de Produtos. Há um quote dele, que diz assim:

“Meu objetivo é eliminar os Product Owners do mundo. Deveriam haver apenas Product Managers que também são Product Owners.” - Marty Cagan

Ele diz que um dos principais motivos pela qualidade dos PMs ser tão baixa atualmente, é por que a única formação que os atuais PMs tiveram foi a de exercer apenas o papel e ter feito treinamentos de Product Owner. O resultado são PMs sem a visão estratégica de negocio, que executam apenas as tarefas “administrativas” da sua função.

A real, é que o termo Product Owner veio do scrum para “personificar” a pessoa responsável por demandar o time. O Guia oficial do Scrum especifica detalhadamente quais as responsabilidades de um Product Owner:

  • Clearly expressing Product Backlog items;
  • Ordering the items in the Product Backlog to best achieve goals and missions;
  • Optimizing the value of the work the Development Team performs;
  • Ensuring that the Product Backlog is visible, transparent, and clear to all, and shows what the Scrum Team will work on next; and,
  • Ensuring the Development Team understands items in the Product Backlog to the level needed.

Na lista acima, nós não encontramos nenhum dos pontos da lista abaixo:

  • Identificação das necessidades do mercado e do negócio;
  • Pesquisa e análise de Benchmark;
  • Unir visão da empresa com a visão da área de produto;
  • Criar estratégia do produto e direciona-la para cumprir com as necessidades da empresa e do usuário;
  • Definir, acompanhar e comunicar métricas de sucesso do produto;
  • Compreender profundamente o negócio e o mercado de atuação;
  • Compreender profundamente o usuário, conhecendo suas necessidades, a fim de identificar oportunidades para o produto;
  • Definir e planejar novas features do produto de acordo com as necessidades do usuário e do negócio;

Seria interessante você assistir o vídeo da apresentação do Marty Cagan nesse link.

Na visão de Cagan, que eu compartilho, os PMs devem ter esses pontos:

  • Ser completamente apaixonado pelo produto, dado que eles serão os evangelistas dentro e fora do time;

  • Estar em constante contato com o cliente afim de entender melhor do que todos as necessidades dos clientes que o produto atende;

  • Assumir riscos antecipadamente para testar e iterar quantas vezes forem necessárias para encontrar o ponto ideal para gerar inovação;

  • Desenvolver competências técnicas para fazer comunicação razoável com o time de desenvolvimento, UX e outras áreas, não precisa aprender a codar, mas precisa entender a nível técnico o que acontece e porque acontece;

O Roman Pichler tem um artigo muito legal onde ele mostra que a gestão de produtos digitais é uma disciplina multifacetada. Nesse caso, ele sugere que o gestor de produtos deve ter um perfil T. Na minha opinião, o PM é um profissional generalista — que não quer dizer que ele tem conhecimentos superficiais sobre vários assuntos, pelo contrário.

Esse assunto é bastante importante para trazer consciência sobre as reais responsabilidades dos PMs e principalmente seus limites de preocupação.

Vou ficando por aqui, porque essa história é longa e complexa. :-)

Referências: