Product Oversee

O estado da gestão de produto

Relatório anual da ProductPlan 2021

Imagem de destaque de O estado da gestão de produto

A ProductPlan liberou o seu relatório anual sobre gestão de produto. Dessa vez ela contou com 2200 respostas de profissionais de produto do mundo todo (porém a concentração de respostas é dos EUA) e teve como principais temas esses 4 pontos:

Quem é você? O perfil típico de quem trabalha com produto. Como você está? Como está se sentindo quem trabalha com produto. Discrepância de gênero. Diversidade na área de produto. Tendências em 2021.

As principais conclusões do relatório foram as seguintes:

Como a gente pode ver pelas principais conclusões, diversidade ainda é um problema e de forma global. Mesmo o mercado americano com mais tempo de maturidade tem grandes problemas. Estratégia e visão de produto parecem ser desafios ainda longe de serem bem resolvidos na grande maioria das empresas e o perfil de uma pessoa que faz gestão de produto parece ser mais elitista, com pós mais avançadas.

Vamos entrar um pouco mais em cada um dos temas e analisar mais de perto os resultados.

A típica pessoa que trabalha como PM

Aqui a pesquisa analisou o perfil típico de uma pessoa que trabalha como PM. Os principais achados foram:

  • 60% das pessoas de produto são homens.
  • 41% das pessoas de produto tem entre 30-39 anos de idade.
  • 59% das pessoas de produto são brancas.
  • 45% das pessoas de produto tem alto nível de formação acadêmica

Em relação à diversidade, ainda há um grande caminho a ser percorrido na nossa área. Não só em relação a gênero, mas também a raça, orientação sexual e também classe social.

Os números de educação são preocupantes, pois mostram uma área elitista, onde é preciso ter alta formação, que muitas vezes custa muito caro, para conseguir uma vaga na área.

Quando olhamos para salário, podemos perceber a oportunidade que existe em mudar vidas, pois, nos EUA, os salários giram em torno de U$ 100k/ano para quem tem de 2 a 5 anos de experiência. Aqui no Brasil, as últimas pesquisas que eu fiz, um profissional júnior já começa ganhando em torno de R$ 5k e o salário de um profissional sênior pode chegar de R$ 15k a R$ 18k (dados que garimpei no Glassdoor).

O bem estar das pessoas de produto

Aqui a pesquisa analisou como as pessoas que trabalham com produto estão se sentindo e como é a qualidade de vida delas dentro do trabalho. As principais conclusões foram:

  • 67% das pessoas de produto prefeririam trabalhar 100% remoto em comparação com ir para o escritório 100% do tempo se elas fossem forçadas a escolher.
  • 56% das pessoas de produto estão infelizes ou se sentem na média com os processos de comunicação de suas estratégias de produto.
  • 48% dizem que seu plano de carreira para 10 anos é se tornarem líderes de produto.
  • 42% das pessoas de produto enxergam o benefício de ter horário de trabalho flexível como o melhor benefício além do salário.
  • 40% dizem que sofrem de síndrome do impostor frequentemente ou a todo tempo.

Quando falamos de bem estar, algo que o estudo revelou é que 72% dos Product Managers falaram que estão felizes ou extremamente felizes na posição que ocupam. Os motivos para tamanha felicidade giram em torno de estar em um trabalho que tenha propósito, a chance de encontrar problemas reais de usuários, ser visto como líder do time, altos salários e progressão de carreira clara. Ao comparar com o nosso contexto no Brasil, os motivos para que as pessoas de produto se sintam bem, parecem ser os mesmos. Porém o que temos visto por aí é muita frustração pela maneira como muitas empresas ainda enxergam produto. Fato que se comprova pela quantidade de pessoas que relatam ter síndrome do impostor atuando como PM. A grande parte dos PMs que responderam a pesquisa, falaram que se sentem pressionados o tempo todo para ser especialista em tudo e tomar decisões de alto risco, o que os coloca em dúvida com eles mesmos.

Por fim, o que os PMs dizem menos gostar no trabalho do dia a dia é lidar com a política interna, falta de estratégia sólida e não ter todos os recursos necessários para avançar. Acho que não são só eles né?

Diversidade de gênero na gestão de produto

A pesquisa analisou também a diversidade de gênero dentro da área de gestão de produto. Aqui estão os principais achados:

  • Os homens ocupam 64% das posições sênior
  • 42% dos homens e mulheres sofrem igualmente de síndrome do impostor a todo tempo quando têm de 2 a 5 anos de experiência.
  • Homens, na média, ganham 7% a mais que as mulheres.

Aqui, além de homens terem o dobro de posições em gestão de produto em relação às mulheres, elas saem 41% mais do mercado de tecnologia do que os homens, o que piora e muito o problema de diversidade que temos na nossa área. Quando falamos de altas lideranças, a dominância dos homens é maior ainda, onde em posições como de CPO por exemplo, existem o dobro de homens. Quando falamos de posições de VP e de Diretoria, as coisas estão um pouco melhor, mas também com dominância de homens. Por último, as mulheres responderam que são mais infelizes no trabalho em relação aos homens. Também, não era pra menos, salários menores, menos representatividade, ambiente muitas vezes nocivos.

Tendências em 2021

Por último, o estudo levantou as principais tendências em gestão de produto em 2021:

  • 64% dos times de produto dizem que suas métricas primárias de sucesso são métricas de negócio e de produto.
  • 35% dos times de produto desejam ter um propósito e estratégia da empresa mais claros em 2021.
  • O desafio número das pessoas de produto é obter consenso na direção do produto.

É oficial, os PMs gostam de gastar dinheiro com ferramentas. 30% de todo o orçamento que os PMs tinham disponível em 2021, foram gastos com compras de ferramentas, grande parte voltadas para descoberta de produto.

Outra grande tendência é que cada vez menos os PMs usam métricas de negócio dentro do contexto de produto. Isso parece ser uma vitória para os PMs, que agora estão cada vez mais conseguindo convencer seus líderes e stakeholders de que é preciso ser mais específico e usar métricas de produto que causam a movimentação das métricas de negócio.

Para finalizar, além de ser um grande desafio alinhar todo mundo numa direção só, os PMs responderam que é desafio de mesmo tamanho, assumir riscos tomando decisões sem falar com os usuários. Quem diria não é mesmo?

Referências

Relatório anual da Product Plan sobre gestão de produto - 2021