Já passou da hora de olhar para a sua Retenção: porque o momento clama para isso

Uma análise do cenário conturbado que as empresas de tecnologia estão passando e o porquê precisamos olhar com mais cuidado para a nossa retenção de usuários.


Há três formas com as quais empresas alavancam o seu próprio crescimento e, por consequência, o seu valuation: aquisição, monetização e retenção. O mais peculiar de tudo isso é que existem muitas teorias e métodos para os dois primeiros e pouco para a retenção dos seus clientes.

São criados departamentos de growth e marketing e também disponibilizados milhões para aplicar as técnicas que prometem o domínio do market share e a explosão da aquisição. Uma consequência disso é que o mercado de mídia paga é a maior fonte de receita das maiores empresas de tecnologia mundiais (Alphabet e Meta). (1)

Os modelos de monetização e receita recorrente são utilizados para diversificar os ganhos e criar defensabilidade às flutuações do mercado, o modelo de Saas (software as a service) é consequência dessa necessidade.

Em mercados de características transacionais isso se torna ainda mais necessário. Veja os bancos digitais e a sua expansão de product/market fit. Inicialmente começam apenas gerando receita via intercâmbio das adquirentes e crédito rotativo, depois expandem para empréstimos, seguros, investimentos, entre outros.

Inclusive, os parâmetros mais famosos de definição de valuation das empresas giram em torno desses dois aspectos. O conto do vigário é dito assim:

Sua empresa é tão grande quanto o tamanho de mercado que ela tem em mãos e/ou o quanto de receita que ela gera.

Com a chegada da recente crise, outros parâmetros foram se inserindo,por exemplo, no geral, as empresas estão buscando um EBITDA igual ou maior a zero e preocupando-se cada vez mais com a sua queima de caixa.

Resumindo, muito pouco se fala sobre como a retenção é o cerne de tudo isso e como ela pode ser o ponto de alavancagem de todas essas iniciativas, principalmente quando falamos de trabalho de produto.

Rodadas de investimento em 2022: Quem correr o bicho pega, quem ficar o bicho come.

Esse conteúdo é para pessoas inscritas no portal

A inscrição é gratuita e te dá direito a ter nossa newsletter às quartas e os conteúdos abertos no site. Masss você fica sem uma série de outros benefícios gratuitos para assinantes, como a nossa newsletter exclusiva às sextas, nossos eventos e meetups.


Já é inscrito? Você pode entrar aqui.

Você sabia que temos conteúdos exclusivos para assinantes do portal?

Além de ter acesso ilimitado a todos os conteúdos, você também pode participar de palestras exclusivas, sessões de Q&A, mentorias em grupo e acesso à descontos em cursos. E claro, assinando você nos ajuda a manter o projeto e aumentar a nossa produção de conteúdo.

Você pode assinar clicando aqui

Inscreva-se Product Oversee

Textos todas às quartas 7h45 na sua caixa de entrada.
Inscreva-se grátis