Product Oversee

Ganhos marginais

A experiência de uso do seu produto também acontece nos detalhes, e não somente no lançamento de novas funcionalidades

Imagem de destaque de Ganhos marginais

Em 2002, Davi Brailsford foi convidado para liderar a equipe de ciclismo da federação britânica. Junto com o convite, veio o desafio de montar um time de alto nível para competir de igual para igual com os melhores ciclistas do mundo.

Além do treinamento da equipe, Davi fez um trabalho minucioso encontrando diversos pequenos pontos de melhoria que normalmente eram deixados de lado pelas outras equipes.

Identificando pequenas melhorias

  • Davi descobriu pequenos detalhes que poderiam melhorar a aerodinâmica dos atletas, fazendo testes em um túnel de vento.
  • Nos caminhões de transporte, era comum haver muita poeira, que prejudicava as bicicletas. Eles resolveram pintar o chão dos caminhões de branco para facilitar a detecção de qualquer sujeira rapidamente.
  • Havia um médico dedicado para a equipe, e uma de suas responsabilidades era ensinar os atletas sobre a higiene das mãos, evitando doenças durante as competições.
  • Cada atleta tinha seu próprio travesseiro e colchão, que eram levados nas viagens para garantir que os atletas sempre dormissem na mesma posição todos os dias.

A lista inteira é bem maior. Individualmente, essas melhorias não geraram um grande resultado, mas quando somadas, os resultados foram expressivos.

Forget about perfection; focus on progression, and compound the improvements.
Davi Brailsford

Resultados

Em 2004 os resultados começaram a aparecer, quando dois de seus atletas ganharam medalhas de ouro nas Olimpíadas de verão - até então foi o melhor resultado desde 1908. Mas esse foi apenas o começo.

Em 2008 nas Olimpíadas de Beijing, a equipe de Davi ganhou sete medalhas de ouro, de um total de dez. O mesmo aconteceu em Londres em 2012.

Entre 2003 e 2013, ciclistas britânicos ganharam 59 campeonatos, em diferentes modalidades.

Ganhos marginais em Produtos Digitais

Anos atrás, a Amazon divulgou que a cada 100ms a mais na latência de seu site, as perdas em vendas poderiam chegar a 1%. Ou seja, um espaço de tempo tão curto quanto uma piscada de olhos, tinha um impacto bem representativo.

Para o Walmart, cada segundo a menos no carregamento de páginas no E Commerce, trouxe 2% de aumento de receita.

Legal, mas meu produto não tem a escala da Amazon e do Walmart

Na Gestão de Produto temos diversas técnicas que chamamos de "Product Discovery", alguns exemplos:

  • Pesquisas e entrevistas com usuários
  • Jornada de usuários
  • Testes de usabilidade
  • Dinâmicas de Focus Groups

Se você já fez alguma das atividades acima, sabe que muitas vezes temos como resultado uma lista grande de pequenas melhorias para o produto. Você até as coloca no seu backlog, mas depois de um tempo você vê que elas continuam lá, esperando para ser implementadas.

Outra forma de identificar essas melhorias é fazer uma visita na área de atendimento da sua empresa, ver como é o dia a dia das pessoas que atendem os usuários do seu produto. Inclusive você deveria atender seus usuários também.

Lá você vai identificar muitas coisas relativamente simples e pequenas que você como PM deve melhorar no seu produto.

A experiência de uso do seu produto também acontece nos detalhes, e não somente no lançamento de novas funcionalidades.

Referências: