Construindo bons relacionamentos como Product Manager

Uma mistura de conexão, rapport e autenticidade

Como se constrói bons relacionamentos no trabalho para criar oportunidades pro produto? Essa foi uma das perguntas que recebemos no fórum Q&A da Product Oversee e que me fez resgatar um pouco da minha carreira e como construí relacionamentos de valor ao longo desses últimos anos.

Você já parou para pensar como estabeleceu suas relações com as pessoas ao longo de todos esses anos? Tente refletir por alguns segundos como surgiu a amizade com sua melhor amiga e em como essa relação foi crescendo e se mantendo sustentável. Ou até mesmo como surgiu o interesse na pessoa que hoje é o(a) parceiro(a) de vida. Há algum elemento em comum em todas essas relações?

Quando resgatamos o significado da palavra relacionamento, temos a seguinte definição: ato de se relacionar, de estabelecer uma ligação, uma conexão com algo ou alguém…

Note que nessa definição, há duas palavras muito importantes para termos em mente quando falamos de relacionamento: ligação e conexão.

Você já tentou manter amizade com alguém que não houve conexão? E dividir uma vida de casado com alguém sem conexão, sem ligação? Difícil, né?

Quando falamos de ambiente corporativo, precisamos tirar um pouco a emoção de lado, afinal, nossa relação muitas vezes não é nada íntimo e nossa conexão com colegas de trabalho precisa ser em prol de um objetivo: a continuidade do negócio, a geração de caixa, o crescimento da empresa e a satisfação dos nossos clientes.

Mas afinal, como posso construir bons relacionamentos no ambiente corporativo?

A resposta mais simples é criando conexão com as principais pessoas envolvidas no seu processo de trabalho e aqui que eu quero explorar mais para ajudá-los.

No final de 2018, encontrei o TED Talks da Carla Harris, Executiva Sênior do Morgan Stanley, chamado 'How to find the person who can help you get ahead at work?' denominando essa pessoa de patrocinador. É a pessoa que vai gastar o capital social e político por e com você, para defender o seu trabalho e tudo que está realizando, ajudando-o em todas as questões do negócio, mas principalmente, em suas promoções.

Carla aborda que há dois tipos de capitais em qualquer ambiente: o capital de performance e o capital de relacionamento.

O capital de performance é construindo toda vez que você faz uma entrega consistente acima do que foi solicitado, que supera a expectativa das pessoas, principalmente daquelas mais seniores. Quando isso ocorre, você gera o capital de performance.

Parafraseando o exemplo da Carla Harris, pense no seu dia a dia como Product Manager e tendo um objetivo de aumentar 30% das receitas do ano com seu produto. Você e seu time precisa resolver problemas e gerar hipóteses a serem testadas para alcançar esse objetivo e sim, vocês conseguiram essa façanha. Aumentaram a receita em 50%, superando as expectativas da sua liderança e principalmente dos stakeholders. Isso é valioso por 3 razões:

  • Você será notado, construindo uma reputação;
  • Você terá mais chances de uma promoção;
  • Você terá um patrocinador, pois com a sua visibilidade a partir dos resultados gerados, alguém mais sênior vai te estender a mão para gastar seu capital político por você.

Mas se por algum motivo você não tenha ainda esse patrocinador, você pode desbravar os caminhos dentro do seu negócio e buscar um, pois o capital do relacionamento é ainda mais importante no longo prazo. Pois é a partir dele você terá caminho mais livre para buscar a inovação necessária, o buy-in do seu stakeholder, aprovação de algo que estava parado e avançar como profissional de Produto.

O capital do relacionamento é construindo a partir do investimento que você, como Product Manager, faz nas outras pessoas em seu ambiente corporativo. Ninguém vai gastar o capital social e político, apoiando suas ideias, abraçando aquilo que você quer fazer se você nunca teve sequer uma interação com ela.

Eu adoro esse TED Talks e minha sugestão é que você invista pouco mais de 13 minutos para assistir na íntegra e aprender mais com essa mulher.

How to find the person who can help you get ahead at work - Carla Harris

Mas há outra coisa que precisei ir além do conteúdo do TED. Era de fato executar técnicas e ferramentas que me ajudassem a construir conexão com as pessoas ao meu redor e foi aí que eu encontrei o tão famoso rapport.

Essa palavrinha vem da psicologia e significa: técnica usada para criar uma ligação de sintonia e empatia com outra pessoa.

Basicamente o objetivo da criação de rapport, é a conexão com a outra pessoa a partir de coisas em comum com esse profissional. Com uma conexão construída, o caminho para alavancar maiores resultados pode ser mais assertivo.

Em 2015, quando entrei no Banco Itaú, lembro de ver vários diretores chegando na área para tratar de assuntos estratégicos que jamais algum analista iria estar presente. Dentre tantas conversas de corredor, notei algo em comum entre todos eles: jogavam tênis aos finais de semana.

O que eu fiz? Contei meu suado dinheiro e me programei para fazer aulas de tênis e começar a praticar o esporte. Para cuidar da saúde? Não. Meu objetivo era ter um ponto de conexão, que abrisse as portas junto aos diretores da minha área e isso deu muito certo nos anos que permaneci por ali. Essa conexão trouxe mais visibilidade, aumentando as chances de mostrar meus resultados, de estar presente em conversas importantes, a ter sido eleito a ganhar bônus extra e até ser convidado a estar no Hotel Sheraton em São Paulo, para jogar tênis com eles.

E como posso fazer isso na área de Produto?

Da mesma forma que qualquer pessoa em qualquer área realiza. Criando conexões, laços e ligações genuínas, verdadeiras, que não soem falsas ou que o seu interesse na pessoa é apenas por ela te dar o que você precisa. Relacionamento corporativo é uma via de mão dupla. Uma mão sempre precisa lavar a outra, afinal, todos nós estamos trabalhando em busca de um grande objetivo estratégico da organização.

Da mesma forma que nós PMs precisamos nos debruçar em conhecer nossos usuários, realizar o jobs to be done, entender os motivos pela qual o usuário acessa nosso produto, paga pela nossa aplicação, também precisamos entender quem está do nosso lado, nos ajudando a entregar esses resultados. Saber com mais detalhes quem são essas pessoas internas, que um bom investimento nessa relação, vão nos ajudar a cortas caminhos que antes pareciam mais difíceis de atravessar. Pode ser uma boa forma de buscar estratégias para alcançar os resultados esperados de nós, PMs.

Concluindo

Invista tempo nas pessoas e construa bons relacionamentos. Só assim você vai conseguir criar mais oportunidades ao seu produto, mas mais importante, gerando impacto no negócio e como consequência, tendo uma carreira mais alavancada, sólida e com maior potencial de crescimento.

Você sabia que temos conteúdos exclusivos para assinantes do portal?

Além de ter acesso ilimitado a todos os conteúdos, você também pode participar de palestras exclusivas, sessões de Q&A, mentorias em grupo e acesso à descontos em cursos. E claro, assinando você nos ajuda a manter o projeto e aumentar a nossa produção de conteúdo.

Você pode assinar clicando aqui

Inscreva-se Product Oversee

Textos todas às quartas 7h45 na sua caixa de entrada.
Inscreva-se grátis