Mentoria Tá On: aprender produtos digitais a partir de relações humanas

O percurso profissional resume-se a isso: conhecer com afinco o desenvolvimento de si próprio e dos outros à tua volta.

1.

Desde já: a Mentoria Tá On é um programa de capacitação em produtos digitais no Banco Itaú. Criado em agosto 2022, com início em setembro, o programa é focado em Analistas Juniores na área de Atendimento Digital. O propósito foi simples: trazer conhecimentos teóricos e práticos em produtos digitais, com cases internos e discussões com referências no Banco, além de mentores acompanhando o desenvolvimento dos participantes durante 3 meses.

2.

Reuniu-se mais de 30 horas de conteúdos gratuitos em um Sharepoint, a partir de vídeos do Youtube e internos do Banco, separados por cinco tópicos na aba Trilha de Capacitação: 1) Metodologias de Gestão, 2) Fundamentos de Discovery, 3) Experiência e Prototipação, 4) Fundamentos de Delivery, 5) Comunicação e futuros passos. Tudo isso foi baseado na grade curricular da Awari, Tera e PM3, empresas referência no ensino de produtos digitais. Para cada tópico, são enumerados cerca de dez vídeos, apresentando temas relevantes do dia a dia. Sobretudo, para essas cinco estruturas, realizei um vídeo de 40 minutos para discutir outros temas internos que não são evidenciados.

Além disso, há a Página Inicial indicando outros conteúdos relevantes relacionados às organizações do Banco, Jira e dados. Por fim, na página de Documentos Gerais, estão todos os documentos, com cases e conteúdos que os participantes podem precisar.

A estrutura do programa é: dois encontros semanais, de uma hora cada um. No primeiro encontro das semanas, o objetivo é aprofundar nos conhecimentos desses 5 tópicos ao longo desses 3 meses, trazendo especialistas e realizando dinâmicas visando o aprimoramento comportamental. Além disso, no segundo, o foco é tirar as dúvidas para resolver um case interno. Há um Coach Técnico responsável por esclarecer e orientar o case de forma mais simples.

Os Analistas, durante o Programa, possuem mentorias com coordenadores das áreas, prontamente para desenvolver as situações pontuais ou adversas. Trata-se de um bate-papo, e cada mentorado o realiza a cada duas semanas, com 30 minutos. São 12 mentorados e 6 mentores.

3.

Andando à paisana nas ruas da cidade de São Paulo, fui com minha família almoçar em um shopping. Angustiado por uma coisa que não era consciente, permaneci com os meus fones de ouvido escutando músicas repetitivas e intermináveis e, de repente, como se soubesse de tudo, entrando na Daiso Japan, comprei um caderno bege. Logo que saí, quis saber a razão. Não sabia, sentamo-nos para comer na praça de alimentação. E, subitamente, ainda mais do que antes, pedi uma caneta bic para minha mãe, ela tirou da sua bolsa avermelhada. Eu agradeci, anotei: “e se eu pudesse formar alguém em produtos digitais?”. Aí, no almoço, fiz uma pesquisa rápida buscando benchmarks: empresas internacionais, pouquíssimas nacionais, todas elas focadas no desenvolvimento a longo prazo. Rabisquei meu novo caderno antigo, já desgastado pelas palavras iniciais. Como Júnior, o que eu poderia fazer para ensinar e aprender? A proposta era promissora, só não a entendia ainda. Comi, alguns minutos a mais que minha família, impaciente pela minha demora. Satisfeito, apresentei um sorriso, bloqueado pela máscara, o qual nunca havia imaginado ter antes. Estava naquele sorriso a Mentoria Tá On.

4.

O percurso profissional resume-se a isso: conhecer com afinco o desenvolvimento de si próprio e dos outros à tua volta. O respeito é o destino do mundo para construir relações, das mais variadas, cheias de reflexões, buscando complexidades dos seres humanos. Em cada pessoa, o conhecimento deve ser almejado, quando conversamos. Pergunte. A carreira é uma somatória contínua de ideias decentes e outras nem tanto assim, que nos modificam e nos tornam aptos a continuar ou a regressar. Você pode talvez acreditar não conseguir entender as imprecisões da carreira que, vez ou outra, apresentam-se no caminho errante, levando a áreas ou até mesmo em produtos pouco emocionantes. Equívoco. A carreira: pessoas e pessoas e pessoas. Sempre você pode desenvolver-se, apesar das adversidades. Esteja atento aí.

5.

Na minha imagem do portal de pessoas no Banco Itaú, tenho três frases como descrição: “para mim, o respeito é o destino do mundo. Cuidar das pessoas é essencial. Com ética, podemos transformar a gente”. Foi pensando em pessoas que formatei a apresentação da Mentoria, logo sábado à noite para domingo. Assim, segui, motivado.

6.

Na segunda-feira, em êxtase, convidei o meu coordenador. Em prontidão, ele aceitou com o seu enfático: “claro”. Quando apresentei, entre alguns elogios e questionamentos assertivos, afirmou ser uma ideia holística. Pediu-me para conversar com o meu gerente se aceitava a proposta, já com o material refinado. No segundo encontro, o meu gerente, mais animado do que eu, envolveu-se afirmando os próximos passos. Por fim, contatei o Superintendente. Bastava ali a sua aprovação. Confirmou. Os três já estavam dentro da Mentoria. Como dizem por aí, storytelling é uma habilidade para transmitir o conteúdo por meio de uma estrutura lógica, que permita o interlocutor se envolver com o assunto. Isso ocorre muito para produteiros, quando é urgente a apresentação de algum material conciso e agradável. No fim, todos eles disseram uma coisa que eu nunca tinha imaginado: “você é bom em vender ideias”. Já, eu, muito menos maduro do que naquela segunda-feira, evoluí como contar uma história. E essa, bem, está aí.

7.

A primeira vez que conversei com o meu mentor, ele não era o meu mentor, mas, nesse encontro, ele me disse que eu era cara de pau. Uma confissão exagerada, quase mal-educada. Erro meu: era um elogio excelente. Por ainda não ser o meu mentor, não cheguei a procurar sua imagem à minha frente, só anotei a expressão que ainda ecoa na minha cabeça.  Embora nada tenha dito, confessei-lhe essa estranheza com uma risada diletante. Quando saí daquela ligação, nas semanas seguintes, fiz um convite: “quer ser o meu mentor?”. Aceitou com mais prazer para mim, do que para ele. Seguimos e definimos objetivos juntos. Só fui entender o que ele queria dizer lá pelo quarto encontro – quando, enfim, agradeci. Era uma expressão precisa. Continuo a conversar com ele, em encontros ainda mais reveladores, em conversas sempre motivadoras, que brilham os olhos de quem está começando. Sou grato, sou o muito feliz com o meu mentor. Ele sabe disso.

8.

A mentoria é personalizável, trata-se de um processo de crescimento pessoal e, por sua vez, profissional, visando aprimorar o conhecimento. Feito o convite à pessoa para ser sua mentora, uma ansiedade perplexa vai anestesiar teu corpo, com essa definição lacunar: “o que falarei no primeiro encontro?”, “o que se espera que eu diga, observe, apresente?”, “e se não for da maneira que eu imaginei?”. Dilemas e mais dúvidas, quanto mais, muito mais profundas. E, nesse momento, você já terá entendido que tudo é realizado por pessoas, pessoas e pessoas. Viver é duvidar.

9.

Estamos na sexta semana da Mentoria Tá On e os resultados são inenarráveis: muita discussão, muitos agradecimentos pontuais e o interesse aumentando. Há um longo caminho a ser explorado. É nesse que procuro falhar e melhorar.

10.

Você, iniciante, assim como eu, o melhor conselho que posso dizer é: continue a errar se você se interessar por produtos. Essa prática é irrenunciável, um ato diário como respiração. Puxe o ar, estufe os pulmões, segure por alguns segundos e esclareça a si: a mentoria é espectral, um divisor de águas, multiplicadora até mesmo para o seu autoconhecimento. Procure mentores e teus parceiros de produtos na sua empresa ou no Linkedin. Eles estarão felizes por você quando compartilhar uma vitória emocionante.

Lembro hoje, quando eu disse ao meu mentor que a Mentoria Tá On foi aprovada, ele sorriu, e esse sorriso estava sendo preparado desde antes, no nosso primeiro encontro, ao dizer que eu era cara de pau.

Vamos lá, resumindo: não se preocupe em aprender tudo rapidamente. Por quê? Bom, é simples: se todos já soubéssemos as disciplinas, conteúdo por conteúdo, framework por framework, métrica por métrica, no dia a dia, se todos os mistérios dessa área fascinante fossem resolvidos, talvez esquecêssemos da potente arte que é desenvolver produtos e, por sua vez, das pessoas envolvidas neles. E garanto: não é isso que você quer.

Você sabia que temos conteúdos exclusivos para assinantes do portal?

Além de ter acesso ilimitado a todos os conteúdos, você também pode participar de palestras exclusivas, sessões de Q&A, mentorias em grupo e acesso à descontos em cursos. E claro, assinando você nos ajuda a manter o projeto e aumentar a nossa produção de conteúdo.

Você pode assinar clicando aqui

Inscreva-se Product Oversee

Textos todas às quartas 7h45 na sua caixa de entrada.
Inscreva-se grátis