Product Oversee

Se preparando para entrevistas de PM: avaliando a empresa

Perguntas para fazer nas entrevistas que te ajudam a entender a maturidade de produto da empresa

Imagem de destaque de Se preparando para entrevistas de PM: avaliando a empresa

Em grande parte das entrevistas que eu fiz estando do lado da pessoa que entrevista, algo sempre me chamou muito a atenção: quem se candidata raramente faz perguntas. Conversando com a liderança de produto de outras empresas, essa parece ser a regra.

No geral, sempre que alguma pessoa tinha uma entrevista comigo, quando ela não perguntava nada, eu sempre perguntava se ela não queria saber sobre a cultura de produto, como a gente tomava decisão, como a gente se organizava.

Pelo menos na minha visão, se eu fosse participar de um processo seletivo, eu com certeza faria perguntas para entender um pouco mais sobre a empresa para conseguir entender sobre a cultura e evitar entrar em lugares que depois me gerariam frustração, partindo do ponto do que eu valorizo como modo de trabalho e em relação a gestão de produto.

A ideia desse texto é trazer perguntas que você pode e deve fazer nas suas entrevistas para avaliar a empresa do ponto de vista de gestão de produto e realmente avaliar se a empresa é pra você ou não. Isso inclusive demonstra mais senioridade e é sempre bem visto nas entrevistas. Eu, como gestor, já ficava bastante desanimado se a pessoa não perguntava nada.

Reflita sobre o tipo de ambiente que você quer estar

Antes das perguntas, a primeira coisa que eu faria é refletir sobre os meus valores e sobre o tipo de empresa que eu gostaria de trabalhar em relação a gestão de produto.

Eu por exemplo, baseio todas as minhas decisões em dois valores: justiça e humildade e do ponto de vista de gestão de produto, procuro trabalhar em empresas que têm uma cultura já estabelecida ou que eu consigo enxergar que estão realmente disponíveis para mudar a maneira como trabalham.

Perguntas para refletir

Quais os seus valores pessoais? Aqueles que você não abre mão de jeito nenhum?

Em qual grau de maturidade de produto você aceitaria trabalhar? Você está disposta e tem energia para ser agente de mudança?

Entrevistando quem te entrevista

As perguntas que eu vou listar aqui podem ser feitas tanto para pessoas do time quanto para a liderança de produto. Aliás, desconfie de empresas que não permitem que você fale com pessoas do time e fique longe das que não colocam a pessoa que vai fazer sua gestão para falar com você. É até estranho, mas vi acontecer várias vezes processos em que a liderança não participava do processo. Imagina depois a gestão!

Avaliando a organização de produto

Como vocês decidem o próximo incremento no produto?

Boas respostas tem elementos de estratégia e autonomia para o time tomar decisões. Empresas com maturidade maior vão citar elementos de experimentação contínua e decisões baseadas na estratégia de produto e em dados.

Respostas ruins tem elementos relacionados com lista de desejos, pedidos de outras áreas e da diretoria.

Qual é a visão de longo prazo e estratégia de médio e longo prazo da empresa e qual é a estratégia de produto?

Boas respostas contém uma visão de longo prazo bem definida. Aqui pode ser que a empresa não vá te contar a estratégia em detalhes, mas boas respostas vão te dar pelo menos uma ideia de que a estratégia existe. Empresas com maturidade maior de produto estão sempre fazendo escolhas e gerando alinhamento através de uma estratégia sólida de negócio e de produto.

Se preocupe caso não exista estratégia. No geral, empresas sem estratégia estão vivendo no curto prazo e isso muitas vezes faz com que os times de produto sejam vistos como fábricas de software.

Quais problemas existem na organização de produto hoje e qual seria o primeiro a ser resolvido?

Em boas respostas, as pessoas sabem o que não está bom, porque estão refletindo e buscando maneiras de evoluir a organização como um todo.

Respostas ruins são vazias. Acho difícil não ter nada para melhorar!

Avaliando a carreira de gestão de produto

Como é a escada (ladder) da carreira de gestão de produto?

Boas respostas explicam como uma PM pode crescer na empresa. Empresas com maturidade maior tem uma carreira em Y. Escrevi sobre um modelo de carreira de gestão de produto em Y neste artigo. Empresas com maturidade maior ainda, falam sobre a relação de carreira e salário.

Respostas ruins dizem que a empresa não tem um plano bem estruturado ou não tem um plano. Não ter um plano de carreira é algo bem crítico na minha visão. Qual seu ponto de referência para saber se está evoluindo?

Como é feita a avaliação de PMs?

Boas respostas explicam sobre como a avaliação é feita, de quanto em quanto tempo, o que é levado em consideração e qual o plano de desenvolvimento após a avaliação ser feita.

Respostas ruins não tem uma estrutura definida e não citam nenhum tipo de acompanhamento da liderança e planos para desenvolver as pessoas.

O que é esperado para a vaga de PM?

Boas respostas dizem exatamente o papel de PM na empresa e o que é esperado para a vaga em questão.

Respostas ruins mostram que a liderança não tem estruturado o que se espera do papel de PM, o que pode indicar que a empresa mal sabe o que uma PM faz.

Meu processo decisório

No geral, se a maior parte das respostas cai no que eu considero ruim, me diz que a empresa tem maturidade baixa em gestão de produto e principalmente quando a empresa não tem plano de carreira e a liderança não tem domínio sobre os papéis e sobre desenvolvimento das pessoas, também considero que a maturidade da liderança é baixa.

O que eu tento entender é se há abertura para mudanças, para sugerir, para testar. Eu tenho um perfil de agente de mudança, que não é um perfil que todos têm. Eu só iria para uma empresa com maturidade baixa em produto se eu entendesse que eu teria abertura para sugerir mudanças e mudar de fato.

Minha recomendação é que você coloque na balança seu momento de vida, seus valores e o seu perfil para tomar uma decisão. Essas perguntas podem te ajudar a conseguir avaliar melhor o contexto e o cenário que você está entrando ou te ajudar a não ir para um lugar que você vai ser infeliz e sair depois de pouco tempo.